Opção

Muitas escolhas nos são possibilitadas ao longo da nossa trajetória. Talvez a única certeza que temos nisso tudo é a chance de escolha, independente da situação, sempre teremos uma opção. Embora, algumas vezes, existam situações nas quais parece que não temos o que fazer ou, escolher, o fato de não fazer nada também é uma opção. Não precisamos nos ater ao fato de tomar sempre a melhor decisão, uma já vale.

opção
Saber escolher é tão importante quanto o caminho a ser percorrido

Tomar essa decisão nem sempre é uma atitude fácil, e de fato não é. Para que isso ocorra, precisamos levar em consideração uma série de fatores que se não forem ponderados corretamente podem influenciar no resultado esperado (mesmo que para a opção correta naquele momento) e, para cada opção disponível existe uma outra série de outros fatores igualmente importantes.

Escolher a opção ideal em uma situação difícil pode ser o fator que direciona uma pessoa para o sucesso, melhoria de vida ou, ainda, ter a possibilidade de sair de maus lençóis. Agora, escolher a opção errada em uma situação boa, pode levar a pessoa a autodestruição e, além disso, trazer prejuízos aos que estão ao nosso redor. Cada opção abre um caminho desconhecido que só é possível percorrer após iniciar nele.

Como em um jogo de xadrez onde as peças possuem um tipo de movimento específico e que para ganhar, é preciso movimentar cada peça individualmente ao mesmo tempo que harmoniza com as demais para se criar uma estratégia vencedora. Claro que ainda depende das jogadas do adversário, mas ainda assim cabe a nós a decisão de optar pela peça a ser movida e o movimento a ser executado naquele instante de tempo.

Cada vez que você faz uma opção está transformando sua essência em alguma coisa um pouco diferente do que era antes.

c. s. lewis

As opções servem para nos mostrar a diversidade de possibilidades existentes dentre um universo infinito de cenários. Cada opção feita em um determinado momento passa a fazer parte de nós enquanto pessoas, somos o que somos hoje pela opções que fizemos no passado, boas ou ruins, internalizamos cada uma delas. A escolha é livre mas, uma vez feita a opção somos forçados a recolher as consequências.

Autor: Rodrigo Azevedo da Costa

Convide-me para um café!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s