Tic Tac

A cada manhã, somos agraciados com algo que é capaz de possibilitar uma grande quantidade de opções a cada um, o tempo. Entre tantas coisas que nos diferem enquanto pessoas, uma outra que podemos considerar é a maneira como cada um o utiliza, mais precisamente 86400 segundos. Apesar de ser totalmente neutro, parece que para uns o tempo passa mais rápido do que para outros, beneficia alguns e prejudica os demais. Será que é assim mesmo?

Diversos tempos reunidos em um mesmo instante

A capacidade humana de evoluir e se adaptar, o aprendizado necessário para que possamos crescer e fazer coisas novas, a maturidade para uma correta tomada de decisão diante de situações inesperadas, a confiança, a cura, o perdão… levam tempo para acontecer e levamos mais tempo ainda para compreender. Em oposição a nossa vontade natural de correr, o tempo parece simplesmente caminhar a passos lentos e despretensiosos, mas arrasta consigo quem não o leva em consideração.

A percepção de passagem do tempo fica mais rápida à medida que ele passa por nós. Por exemplo, quando somos um bebê de 2 anos de idade, 1 ano representa cinquenta por cento das nossas vidas, correto? Assim, conforme os anos passam, cada vez mais o mesmo período de tempo passa a representar uma quantia cada vez menor. Essa é uma explicação possível para aquele pensamento: “- Nossa, como o ano passou rápido!”. Não foi o ano que passou rápido, ele só representa um pouco menos do que antes.

Relacionando a passagem do tempo com a importância que damos a ele, entramos em uma relação inversa, ou seja, quanto menos ele representa diante do todo, mais queremos que ele seja importante. Acompanhamos o crescimento dos nossos filhos desde o início e, sempre falamos: “- Nossa, parece que foi ontem…”. E é verdade, a pouca representatividade de tamanho que o tempo vai adquirindo, influencia a nossa percepção da distância entre os acontecimentos.

O tempo passa para todos, mas não é igual para ninguém!

JP CASTRO

Não podemos simplesmente ignorar a ação do tempo em nossas vidas e, se assim o fizermos, ficaremos presos em um momento que já não existe mais, tudo passa e o tempo sabe bem disso. As pessoas dão valor diferente ao tempo que possuem, gastam como bem entendem e, mesmo não sendo possível medir de forma justa, ele é soberano. Não devemos desperdiçá-lo em vão, afinal, não teremos tempo para realizar todos os nossos projetos ou, dizer tudo a quem desejamos. A decisão sobre o proveito é individual, mas não se demore muito aqui, o tempo pode te levar pra longe depressa.

Autor: Rodrigo Azevedo da Costa

Convide-me para um café!

Nenhum pensamento

  1. Oi Rodrigo, tudo bem?
    Acho que, referente a essa reflexão, eu tenho tentado cada vez mais me lembrar do que de fato importa. A vida passa voando e eu não quero jogar ela fora com bobagens, sem dar valor pro que representa muito mais.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s